Loading...

Caros corajosos!

Saudações...sejam bem vindos ao meu humilde casulo que ainda teço!
Se não conseguirem compreender algo... nem tentem mais...até porque tudo o que aqui é mostrado sai da mente de uma pobre borboleta!
GRATA

"Torna-te quem tu és"!

"Torna-te quem tu és"!

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

INESPERADO!

Era eu... uma garota que transitava em meio a multidão!O ritmo era mais frenético do que em festas populares... danças estranhas, passo acelerado!
Alguns rostos familiares... outros que nunca tinha visto..
Uma vontade inexplicável de prosseguir de encontrar alguma coisa que estava a minha espera...e assim fui...continuei andando com agilidade contornando meus obstáculos e desviando os que passavam!
E num momento parei olhando para frente  avistei um rosto conhecido... ele fazia uns movimentos que nunca tinha o visto fazer... e sem que eu pudesse dizer qualquer coisa caiu desmaiado no chão... a terra tremeu, as vozes se apagaram e não existia mais confusão nenhuma ao meu redor...corri até ele e vi seu corpo jogado no chão...frio, pálido e ao conferir sua pulsação percebi que já estava sem vida!
Explodi em lágrimas ...minhas mãos pressionavam aquela pele que mais parecia massa fina de pizza; tentando em último ato para trazê-lo de volta!...não consegui e aquele último uivo de dor que inflamava minha garganta libertou-se e me fez acordar aos berros...sim aquilo havia sido apenas um pesadelo!






NOTA: vivi isso à noite passada!Querido Robin te cuide pra que meu sonho ruim não passe disso!

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Como poderei escrever alguma coisa de diferente sendo que isso é praticamente um diário e o que sinto não muda muito?


FATO...

O tempo não pede licença!Passa e leva tudo!


Não parece mas hoje faz um ano e quatro meses já!
Como o tempo passa...
A nitidez das lembranças faz parecer tão recente...porém os acontecimentos ao longo desses meses mostram como isso foi lá atrás!
A maior parte das lamentações se foi... evolui muito a partir daquilo.
Descobri o limite da minha paciência, comecei a pensar antes de falar e fazer, aumentei meu auto-controle, me priorizei e principalmente...vi que o tão falado amor não é tudo na vida, não é o bastante!
Paciência...pratiquei esse ato mesmo quando não queria...por ser obcecada por esse alguém.
Passei a refletir mais o que falava e fazia por saber que isso podia/pode ferir demais...simplesmente por saber a dor, por ter sentido na pele!
Auto-controle ...quando milhares de vezes reprimi minha vontade de surtar, de perder o bom senso e partir para o ataque, e me contendo por saber que após ficaria com meu orgulho ferido!
Me priorizei... colocando minhas vontades meus anseios a frente dos de terceiros...
Deixei de ser uma menininha chorona, que entrava em desespero e agia impulsivamente sempre pelos próprios caprichos sem notar que ao meu redor existia um mundo inteiro!
Parei de acreditar em contos de fadas....firmei meu pé no chão e comecei a criar menos expectativa em cima das coisas e pessoas.
Comecei a entender melhor as atitudes alheias...seus meios e seus fins!
Percebi que nada é capaz de me matar e que tudo é uma questão de adaptar-se...até com o desagradável!

O início foi difícil...meu comportamento foi idiota... quis mostrar o que não existia...Minhas lágrimas diárias de recém acordar e antes de dormir nunca teve espectadores...sabia que as pessoas que  viviam comigo não tinham culpa das minhas angústias,além de que não queria passar uma imagem de fraca!
Tudo foi correndo como devia correr...
Nem tudo mudou para melhor ....lógico que não...e mesmo mortificada por muitos golpes que a vida acabou me dando sinto-me forte...forte apesar de tudo!
Como me disseram...aprende-se mais com lágrimas do que com sorrisos!
Cresci dez anos em um e meio!

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Sem título!

O medo de perceber o que não quero me faz tremer ...
A dor de ver o que me faz mal me faz dar as costas e sair andando como se nada estivesse me afligindo...
Por ser incrédula ao que dizem prefiro nem ouvir...
Os fatos da vida me fizeram perder a espontaniedade e exuberância que tinha...
Um dia escrevi em meu caderninho de cabeceira que nunca mais criaria situações/ilusões e que viveria com a realidade...somente com a realidade...sem uma gota de irreal!Prometi isso pra mim...pensei que isso me livraria de toneladas de lágrimas, sofrimento,...angústia!
Segui a risco a minha promessa... só que não sabia que sem sonhos ninguém vive...
Hoje sei que preciso de um pouco de fantasia... esse era o combustível do meu corpo que agora está estacionado em uma beco qualquer... sim...sei que preciso mas..."desaprendi" a criar esse tipo de coisa...minha fábrica fechou...!
A emoção acabou... o entusiasmo também...
A euforia de atingir algumas coisas que almejei em outra época é apenas fachada!Na verdade não estou nenhum pouco contente com tudo...com o mundo!
Dois dias atrás uma amiga minha me disse que não conseguiria viver sozinha...nem por um dia... que necessitava de pessoas, movimento... fiquei quieta e só pensei o quanto somos diferentes uma da outra... eu gosto do contrário!
Como tudo pode ter mudado tanto?
O que antes me faria sair esmilinguida , agora me faz no máximo piscar os olhos!
As pessoas me chateiam e imagino que eu cause o mesmo efeito a elas...
Se antes minha companhia era querida ...atualmente nem isso ela é...
Por voltas tenho vontade de dizer: -Eii olha pra mim...veja que eu não sou o que estou mostrando ser...note...
Me calo e deixo que se enganem...talvez seja bom que ninguém consiga ver minha versão real...
Estou confusa e essa postagem não saiu como eu esperava...
Senti isso tudo e tinha que desabafar com alguém...como não tinha esse alguém...desabafei com um simples bloog inútil!
GRATA pela atenção!