Loading...

Caros corajosos!

Saudações...sejam bem vindos ao meu humilde casulo que ainda teço!
Se não conseguirem compreender algo... nem tentem mais...até porque tudo o que aqui é mostrado sai da mente de uma pobre borboleta!
GRATA

"Torna-te quem tu és"!

"Torna-te quem tu és"!

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Chorei...

Hoje, para se precisa agora, as lágrimas jorraram dos meus olhos...
Essa ingratidão da vida continua me revoltando!... Ela se encarregou de tirar praticamente tudo que eu tinha de valor...
Me sinto sozinha como sempre... 
Vivo bons momentos, mas eles não preenchem meu vazio ...
Confesso ter medo de que isso nunca mude... e tenho uma breve impressão de que não vá mudar mesmo!

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Tentativas...

Sempre quis tudo pra ontem, esperar nunca foi meu ponto forte...
Era pra ser já e agora, que tudo fosse consumado, nem que esse tudo se resumisse num momento só...
Agora por força do passado e do destino, mudei de opinião...
No passado forcei demais o que podia ter deixado pra depois, insisti ... necessitava do breve e acabei atropelando tudo... atingindo alvos errados e sendo atingida também... equívocos e mais equívocos...
A sensação depois desses feitos foi ruim... muito ruim... mas o resultado hoje ainda se mostra positivo... no final ganhei mais do que perdi, porém, perdi muito.
Não quero construir no meu agora a mesma coisa... porque não quero um futuro desastroso como foi "ontem".
Tenho calma, posso refletir sobre tudo que me rodeia... tento dar passos mais vagarosos, entretanto, mais certinhos.
Deixei a urgência de lado, e optei pelo ameno, que possa me trazer ganhos aos poucos... simplesmente, pra que eu possa sentir o sabor em sua plenitude.
Pareço estar me desconfigurando, mas estou apenas tentando mudar de método...
Não garanto continuar nessa ideia mas no meu presente o que sei é que ele é meu e eu sou dele... e que eterno seja enquanto dure... e que essa eternidade seja mais longa e prazerosa possível!
É mais uma tentativa... e se vai dar certo só o tempo poderá dizer!

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Mais uma realidade!

Inspirada por uma postagem do meu amigo Robson, venho hoje escrever mais algumas besteirinhas...
Sim, vivemos numa sociedade padronizada. Somos subdivididos por classes sociais, sendo que a de maior poder dita as regras...
Querem ver os demais submissos e quietos.
Não querem revoluções nem opinião...
Só mudam seus "decretos" quando extremamente necessário... 
Percebe-se na análise mesmo da constituição federal e códigos... eles deixam brechas... e seríamos idiotas se pensássemos que elas foram deixadas casualmente, involuntariamente... a coisa mais lógica é que isso foi feito propositalmente, com fins óbvios de favorecimento para alguns... a minoria.
Isso está errado, o planejamento estatal está errado, o "se mostrar" para ELES está errado... são ELES que manipulam a grande massa, motivando-os a não aceitar as diferenças, a abominar a espontaneidade.
Não pretendem ouvir, nem realizar por vontade de todos... não admitem contestações, não podem ser contrariados...
A lei é deles, e nós ou muitos de nós pensamos que é o certo...
Somos fantoches, nos acomodamos e concordamos com esse fato...
SOMOS um povo ridículo que abaixa a cabeça frente aos absurdos... 
Estamos fazendo o que querem... porque povo inteligente e questionador é muito perigoso!