Loading...

Caros corajosos!

Saudações...sejam bem vindos ao meu humilde casulo que ainda teço!
Se não conseguirem compreender algo... nem tentem mais...até porque tudo o que aqui é mostrado sai da mente de uma pobre borboleta!
GRATA

"Torna-te quem tu és"!

"Torna-te quem tu és"!

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Ver pessoas abraçando, beijando, passando horas e horas perto de um morto me parecia mórbido demais...Por mais que me imaginasse na situação, nunca me vi fazendo o mesmo....achei que eu seria incomum nisso também...
Chegou a minha vez de tirar a prova...
Pois bem... vi com nitidez a situação....senti na pele o que antes meus olhos viam sem muita comoção!
Aquelas quase 24 horas perto de teu corpo sem vida foram breves demais!...
Beijei teu rostinho imóvel, sério e gelado inúmeras vezes...fiquei abraçada em teus braços inanimados horas...segurei aquelas mãos familiares que normalmente me afagavam...e acabei as aquecendo com o pouco de energia que tinha!
Nada agora era assustador ou desprezível...quase não conseguia controlar meus nervos e a ânsia de atacar os que queriam me retirar de perto de ti!...não podiam compreender estes que esses eram meus últimos minutos do teu lado?!
As paredes receberam socos quando fiquei sabendo que seu sepultamento seria adiantado em uma hora...e aquela cena toda que me repugnava agora era a que eu desejava...queria te ter ao meu alcance por muito mais tempo...porém me tiraram 60 preciosos minutos....
Ainda não acredito que isso seja verdade...penso que seja mais um de meus pesadelos e acabo rezando pra que alguém me acorde logo!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Fui visitar tua nova casa!...ela está cheia de flores, fotos e mensagens!
Ela é fria e solitária em meio a outras centenas de casinhas!
Por onde nós dois passamos de mãos dadas, comentando e olhando tudo
hoje passei sozinha acompanhada apenas pelo sofrimento e pelos olhares de piedade!
Sempre quando pensei em dor pela morte imaginei que na hora que tivesse de passar por isso você estaria comigo me dando colo e afeto!Você era o ÚNICO que não podia ter me deixado....ÚNICO!